Johari Window – Quem somos nós?

Posted: Agosto 3, 2010 in Falando Sério

Foi participando de um curso de Teacher Development enquanto estava estagiando na Casa de Cultura Britânica, na UFC, ministrado por uma professora que eu amo de paixão (Jocely de Deus Pinheiro) quando ouvi falar da Johari Window (Janela de Johari) pela primeira vez. Achei super interessante e procurei me informar um pouco mais sobre ela. Recentemente, numa reciclagem de professores, meu amigo e colega de trabalho Lucas Moura fez uma breve explicação do que era a Johari Window e discutimos como grupo como poderiamos utilizar isso em sala de aula e para nos conhecermos melhor. Por tudo isso e por que sei que colegas professores e alunos lêem o blog, resolvi postar algo a respeito disso. É bom demais pra entendermos as nossas relações interpessoais.

A Janela de Johari foi desenvolvida por Joseph Luft e Harry Ingham em 1955 nos Estados Unidos para ajudar as pessoas a entender melhor suas relações interpessoais e seus relacionamentos. A brincadeira é mais ou menos assim: eu escolho 6 adjetivos que melhor me definem de uma lista de 56. Depois eu peço a amigos e colegas que façam o mesmo, selecionando os seis adjetivos que, pra eles, melhor me definem. Com essa informação em mão, é hora de organizar esses adjetivos em 4 quadrantes.

Disposição dos quadrantes da Janela de Johari

Os adjetivos que foram utilizados ao mesmo tempo por mim e por meus amigos são dispostos no quadrante aqui denominado de Arena, também chamado de Open Spot (área aberta), que é como eu sou conhecido por mim mesmo (Known to self) e pelos outros (known to others).

Os adjetivos que foram utilizados por meus colegas mas que não foram utilizados por mim são dispostos no quadrante chamado de Blind Spot (ponto cego), que é como sou visto pelos outros, mas não por mim mesmo.

Os adjetivos que foram utilizados por mim mas não pelos outros são dispostos no quadrante aqui chamado de Façade (Fachada), também conhecido como Hidden (oculto). Isso representa como eu sou mas que os outros não tem conhecimento.

Os demais adjetivos da lista que não foram utilizados são dispostos no quadrante Unknown (desconhecido).

Quantas vezes nós nos perguntamos por que recebemos tantos rótulos que não são verdadeiros e não somos vistos como realmente somos? Esse vídeo demonstra um pouco disso utilizando a Janela de Johari.

Pra cada um de nossos vários relacionamentos a Johari Window toma um formato diferente. Pra nossos relacionamentos íntimos não temos medo de revelar quem somos, tornando a área aberta maior. Ao mesmo tempo que nossos companheiros se sentem mais a vontade pra nos dar feedback, diminuindo a área cega. Já entre pessoas no trabalho por exemplo, você não expõe seu lado íntimo e ao mesmo tempo não dá espaço para feedback (na maioria das vezes), aumentando assim seu quadrante cego. Ou seja, as pessoas vão criar uma autoimagem sua que não vai condizer com a sua realidade. Uma outra configuração é a de que nada seu é externado e você evita relacionamentos tanto no sentido de deixar ser conhecido quanto no de receber feedback. Dessa maneira, o seu lado oculto ganha mais espaço.

Então, como fazer para não ser rotulado? Como se pode ver, a nossa imagem está baseada não só no que somos, mas no que nós deixamos conhecer. Lógico que não sairemos por aí tentando modificar nossos relacionamentos como um todo para deixá-los o mais aberto possível, mas a cada nível de relacionamento, saber o que esperar dele e como se portar diante disso. Se você se define como uma pessoa extrovertida e por muitas vezes acaba sendo tomado ou tomada por uma pessoa tímida, é por que muito provavelmente você está se portando de uma maneira diferente diante dessas pessoas. Se você acha que seu companheiro ou companheira está sendo cruel por não perceber algo em você é por que talvez você não esteja externando esse fato, e com isso jamais poderá cobrá-los. Se no trabalho você é visto de uma maneira diferente da que você realmente é, pode ser devido ao fato de que você não esteja aberto a receber feedback dos colegas. Tudo depende de como você quer ser visto. É importante que se tenha noção de que tipo de relacionamento queremos para que possamos modificar nossas janelas de acordo. Não somente, também devemos ser coerentes com a maneira como nos relacionamos. Como exigir de alguém que te conheça se você não se dá espaço pra isso? Como se incomodar que alguém te rotule se você não se interessa por tal relacionamento? Tendo conhecimento da nossa parte na construção dos nossos relacionamentos fica bem mais fácil torná-los mais agradáveis, construtivos e proveitosos.

______________________________________________

Comentários finais:

Pra meus colegas professores, eu acredito que a utilização da Johari Window em sala facilita na criação de um ambiente agradável de aprendizado, despertando uma confiança maior entre os alunos e entre alunos e professor.

Existe também um counterpart pra Johari Window, conhecida como Nohari Window, que utiliza-se de adjetivos negativos. Pode ser utilizada (não em sala de aula) entre aqueles que estão dispostos a ter um feedback mais pesado e buscar alternativas de melhora.

Para uma lista completa de adjetivos da Johari/Nohari Window basta ir na wikipedia.

Anúncios
Comentários
  1. eddysilva diz:

    Acho que muitas vezes não nos expomos pelo simples fato do medo contido da aproximação. Falo porque sou uma dessas pessoas. Agora vem a pergunta: “Mas medo de que?” Resposta fácil: medo da decepção, medo de se entregar e acabar quebrando a cara. Falo isso por experiências nada boas que passei, só que hoje vejo que são riscos que temos que correr.
    A Nohari Window é uma boa opção para se soltar mais em ambientes em que há uma real necessidade do conhecimento do outro, e permite isso sem se abrir demais. Tem certos ambiente, escola por exemplo, em que fica impossível o convívio sem o bom conhecimento do colega de trabalho, aluno ou quem quer que seja mas que esteja naquele lugar de convívio.
    Acho tendência a Nohari Window ser usada em todo tipo de ambiente em que se necessite relacionamentos interpessoais.
    #prontofalei.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s