Archive for the ‘Crítica’ Category

Hoje algumas coisas me fizeram querer reouvir o CD the Element of Freedom da Alicia Keys. Eu estava precisando sentir exatamente essa liberdade que ela prega nesse álbum. Ela fala logo no início do álbum uma frase em inglês que significa: É chegado o dia em que a dor de se arriscar a permanecer pra sempre fechado se tornou maior do que a dor de arriscar a florescer. Este é o elemento da liberdade. Mas peraê, Alicia keys, a segunda música de cara é Love is Blind? Parei pra analisar então o álbum dela como um todo e o comportamento das pessoas diante de relacionamentos. E preciso dizer, esse element of freedom passa looonge. Frustrante!

(mais…)

Pessoas, antes de mais nada, tenhamos senso crítico. Estamos dando espaço para a mídia e o governo se articularem e mais uma vez se utilizarem da boa vontade do povo em interesse próprio. Não vou falar de teorias da conspiração, mas sim de algo que eu acredite que precisa ser feito. (mais…)

Há mais de 4 anos alguns protestos começaram pela internet mas nunca haviam saído às ruas, nunca haviam tomado forma. Havia uma militância acomodada, apenas de internet, e pouco se fazia do lado de fora. Eu fui um dos que critiquei bastante as revoltas facebookianas por um motivo apenas: elas não saíam de lá.

(mais…)

ace of base

Laudate omnes gentes laudate

Magnificat in secula

Et anima mea laudate

Magnificat in secula

Estava eu ali no meu carro naquele trânsito infernal que está Fortaleza ouvindo meu querido Ace of Base e pensando na vida. Daí quando começou a tocar Happy Nation eu comecei a associar as idéias da música com a situação atual do nosso queridíssimo (ok) país. Seria possível vivermos numa nação feliz? (mais…)

Política no Brasil é inútil

Posted: Outubro 1, 2010 in Crítica

Dia 3 de outubro é depois de amanhã, e mais uma vez o Brasil cai na doce ilusão de que o futuro presidente poderá fazer algo por eles. Eu vos garanto que nenhum presidente jamais será capaz de mudar o país do jeito que ele está hoje. Entenda por que:

(mais…)

Quanto tempo?

Posted: Agosto 20, 2010 in Crítica, Poesia

Desabafo tirado de uma poesia que eu fiz em 2006, dei uma editada, mas ainda penso do mesmo jeito. 4 anos depois e parece que as coisas só pioraram.

_______________________________________________________________

Quanto tempo?

Por quanto tempo eu vou ter que aguentar
Essas pessoas estúpidas tomando conta da minha vida?
Xeretando os vizinhos e espalhando discórdia
Inventando conversas pra ser o centro da história?

(mais…)

É mais fácil ser hater

Posted: Julho 27, 2010 in Crítica

Hater é uma pessoa que expressa um ódio (hate) em relação a algo, seja ele gratuito (como na maioria das vezes) ou fundado em um princípio particular. Partindo daí, a criatura começa a falar mal publicamente de algo ou alguém e começa a ter seguidores que compartilham da mesma opinião. Ou seja, tornam-se famosos. É, pelo menos pra quem se dá esse trabalho, né. Um dia desses eu perguntei: quem diabos é Felipe Neto? E a resposta: é um hater que ficou famoso. E a minha cara: .-. E então, peguei um espelho e comecei a refletir (nossa, que piada engraçada) e tou aqui parando pra escrever sobre isso.

(mais…)

CALA BOCA BRASIL

Posted: Julho 23, 2010 in Crítica

É impressionante como o brasileiro consegue se unir em torno do fútil. Um dia desses eu percebi no twitter uma movimentação interessante que ficou conhecida como “CALA BOCA GALVÃO”. Nossa!, pensei. Finalmente alguém pensou em dar um basta no sensacionalismo exagerado do outro lá. Pois bem, o que poderia ser uma coisa de futuro, virou a maior piada interna da história e mais uma vez o povo brasileiro foi desacreditado mundialmente. (Impressionante, será que alguém já tinha pensado por esse lado?) Depois disso resolvi mudar meus Top Trending Topics do twitter do worldwide e do Brasil pros Estados Unidos. Por quê? Porque não sou obrigado a ver merda no meu twitter. (não que tenha mudado muita coisa,  mas pelo menos é spam e não gente que acha que tá sendo ‘in’) Depois disso foi uma chuva de CALA BOCA pra Deus e o mundo. Até que ninguém aguentou mais… pensava eu! Aqui está um CALA BOCA STALLONE. Tenho certeza que a percentagem de pessoas que foi atrás de saber o que isso era diminuiu drasticamente. Eu mesmo nem fui atrás de saber. A piada perdeu a graça.

(mais…)